E dançar com as estrelas

Dormir com quem se gosta é delicioso. Melhor ainda é acordar e, na preguiça das primeiras horas do dia, olhar pro lado e ver a pessoa ali, aninhada em seu corpo, completamente entregue e indefesa.

Em um mundo que cultua cada vez mais o efêmero e o exibicionismo, onde tudo tem que virar uma foto linda pro instagram ou um post bacana pro facebook, momentos assim podiam durar uma eternidade. Sem fotos nem testemunhas.

Apenas vocês dois.

Sem status de relacionamento, likes ou compartilhamentos.

Apenas o sentimento. A coragem para abandonar o mundo lá fora, aceitar o Universo e dançar com as estrelas.

Conto do dia:

Fica mais um pouco

Fica mais um pouco. O dia já tá quase nascendo e a noite… foi tão boa, não foi?

E daí se temos que trabalhar? Diz que acordou passando mal, eu vou fazer o mesmo.

Desliguei o despertador ontem antes de sair. Você sabe, eu sempre tenho segundas intenções quando saio com você.

Não, eu não sou espertinha, espertinho. Não planejei nada disso. Só… torci pra que acontecesse.

Você também?

Então… Vamos ficar juntos mais algumas horas, dias, meses. Vamos estender a eternidade pelo tempo que der.

Sua camisa? Não sei, deve estar jogada em algum lugar do quarto, da sala, do corredor.

Foi uma loucura mesmo. Só de lembrar…

Esquece a camisa. Vamos vestir a nudez. Vamos viver nus.

Hem… vem aqui. Chega mais perto, deixa eu sentir teu cheiro mais uma vez.

Você tem mesmo que ir?

O tempo não existe. Tudo o que temos é agora.

Olha, os primeiros raios começaram a invadir o quarto. Tá vendo? Essa linha rosa que ilumina o pedacinho dos nossos pés que escapou ao cobertor?

Isso, adoro quando você descansa a mão na minha cintura.

Tá ouvindo? São os carros. São as pessoas, no piloto automático, fazendo o que deveriam estar fazendo.

Elas não têm a nossa sorte.

Não, não quero abrir os olhos. Assim parece que eu continuo sonhando com a gente.

Ei! Você sabe que esse é meu ponto fraco. Sua barba roçando meu pescoço me arrepia. É, eu sei que você gosta da minha respiração quente na sua nuca.

Assim não resistimos.

Você vai acabar perdendo a hora.

O sol alcançou meu rosto e o seu cabelo. Tá mesmo um dia perfeito pra ficar assim, não tá?

Também to ficando com fome, mas o café não tá pronto… Você vai ficar?
Hum… a barba de novo.

Isso é um sim?

Desculpa, não consegui evitar o sorriso.

Por do sol no Rio de Janeiro

Por do sol no Rio de Janeiro

ju.jpg

Juliana Borel é aspirante a escritora e poeta. Pra ganhar dinheiro e pagar as contas é jornalista a maior parte da semana. Pra se inspirar gosta de ouvir Guns, trilhas sonoras e esbarrar por aí em pessoas interessantes. Seu blog procurasepoesia.blogspot.com.br é praticamente seu DNA.

Anúncios

3 comentários sobre “E dançar com as estrelas

  1. Aline disse:

    Adorei Ju. Estava com esse link aberto há um tempão…demorei mas li. Adoro ler as coisas que vc escreve :). Parabéns pelo blog Anna.

    bjs

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s